Cloud é bom, mas quem gerencia?
abril 23, 2021
Post Solutis desafio agil 2021_blog 750x500
Desafios e oportunidades na jornada ágil
abril 30, 2021

Carreiras de TI em alta

Post Solutis Carreiras TI 2021_blog 750x500

O mundo atravessa um momento inusitado, cujos reflexos incidem diretamente no setor de Tecnologia da Informação. E, claro, as circunstâncias que têm acelerado a transformação digital têm feito com que diversas profissões se tornem mais valorizadas em meio a um mundo em constante mudança. Eis que surge uma pandemia e, mais uma vez, coloca muitas carreiras  de TI em alta. Com o isolamento e distanciamento espacial, o uso de tecnologia se expandiu de forma inusitada. E quais são esses profissionais que se tornaram mais requisitados?

Vale destacar uma pesquisa realizada na América Latina pela Panorama Search (organização mundial que reúne empresas de recrutamento executivo), na qual CTOs e CIOs , no Brasil, vêm à frente, de profissionais de marketing digital (44%), cientistas de dados (27%) e de transformação digital (23%) em termos de relevância nas companhias. Já no cômputo geral, os profissionais de estratégia vêm antes dos de transformação digital:

  • CIOs e CTOs: 49%
  • Marketing Digital: 46%
  • Estratégia Digital: 30%
  • Transformação Digital: 26%
  • Gerente de Cibersegurança: 22%
  • Cientista de Dados: 19%
  • Comércio Eletrônico: 16%
  • Chief Data Officer: 15%
  • Gerente de Inovação Digital: 15%
  • Scrum Master: 11%
  • Gerente de Mudança Digital: 5%

Profissionais cobiçados hoje e amanhã

Seja como for, esse estudo deixa algo bastante evidente: a importância cabal da presença digital para que seja possível aumentar a eficiência e reduzir custos em empresas – em outras palavras, para que possam se manter competitivas em meio a seus mercados. E isso significa que, seja pela rapidez com que as mudanças desencadeadas pela transformação digital ocorrem, ou pelos rigores impostos pela pandemia de covid-19 (que, aliás, aceleraram ainda mais tal processo), diversas carreiras estão sendo impulsionadas. Muitas já estão em evidência neste momento, e não há indícios de que será diferente no futuro.  Aqui estão, portanto, algumas dessas profissões.

Gerente de Expansão de TI

Direciona informações por meio da base de dados da organização, além de delinear os mecanismos que ampliarão a infraestrutura de TI da companhia e adotar as tecnologias que aumentarão sua competitividade.

Desenvolvedor de Aplicativos Móveis

Cada vez mais requisitado pelo crescente acesso a smartphones, que leva a uma enorme demanda por aplicativos – bem como ao suporte para atualizações e resolução de problemas.

 Administrador de Database

É o profissional que trata, analisa, armazena e protege as informações da empresa em servidores ou em cloud.

 Engenheiro de Software

Esse profissional constrói algoritmos modernos e programas inovadores, e possui a capacidade da atuar em equipes para desenvolver softwares complexos, habilidades cada vez mais requisitadas.

 Desenvolvedor de Jogos

É o profissional que atua em programação e design. Há excelentes oportunidades nesse segmento, já que oferece várias opções nas áreas de educação e treinamento, por exemplo.

 Administrador de Redes

Há uma demanda crescente por esse profissional, que cuida da instalação e configuração dos equipamentos.

 Líder de Cibersegurança

Compreende as necessidades do negócio e, assim, desenvolve políticas e coordena ações de segurança por meio de soluções, metodologias e estratégias para proteger dados e informações da empresa.

 Analista de Cibersegurança

É responsável pela análise dos ataques, além de planejar e executar diversas ações para conter e recuperar os ambientes afetados.

Analista/Especialista de Infraestrutura e Redes

Especializados em infraestrutura de redes, dão suporte aos acessos e sistemas remotamente – e garantem a operação por meio do funcionamento dos sistemas, servidores e bancos de dados.

 Especialista em Cloud

Ao propor soluções de arquitetura para infraestrutura de TI em nuvem, esse profissional observa e analisa sua conectividade, segurança, fluxo de informações e a continuidade.

 Engenheiro DevOps
Desenvolve softwares e configura a infraestrutura em que rodarão – além de possuir experiências que incluem codificação, operações de TI e gestão de dados.

 Líder em Ciência de Dados

Com foco em ciência e engenharia de dados, oferece insights e informações a fim de definir estratégias de negócio para, dessa maneira, direcionar as decisões da organização.

 Desenvolvedor Full Stack

Esse profissional possui as habilidades de desenvolvedores front e back-end – e, dessa maneira, é capaz de analisar e solucionar problemas em todo o software do aplicativo.

 UX Designer ou Designer de Experiência do Usuário

Estabelece o design do produto ou serviço para atender necessidades e expectativas e, dessa maneira, molda a experiência do usuário final com o objetivo de aumentar sua satisfação.

Analista de Suporte e Service Desk

Analisa chamados, administra solicitações, testa e identifica a resolução de problemas, realiza instalações, mudanças e dá assistência a sistemas técnicos e operacionais.

Scrum Master

Gerencia equipes de programação por meio de metodologias ágeis de desenvolvimento e processos objetivos, proporcionando qualidade de trabalho e economia para a companhia.

 Engenheiro de IA (Inteligência Artificial)

Desenvolve atividades com programação em linguagens como PythonJava e Scala – e dá suporte para pré-processamento de bases de dados, além de fazer análises ao cruzar várias informações.

 Cientista de Dados

Transforma dados em insights para negócios, cria modelos, modela arquitetura para machine learning e IA com o objetivo de extrair dados de chatbots, elabora a criação de MVPs, reconhece e extrai informações de imagens.

 Analista de BI (Business Intelligence)

Elabora e analisa tendências de mercado para desenvolver modelos estratégicos, por meio de soluções eficientes, que estejam em consonância com as necessidades da organização.

 Engenheiro de Nuvem
Projeta sistemas que funcionam suavemente em nuvem, e também garantem conexões de rede rápidas e armazenamento suficiente para todas as informações que a organização necessita.

 

Em pouco tempo, operações inteiras tornaram-se digitais. As empresas precisaram se adaptar rapidamente e necessitam cada vez mais entender tudo que está acontecendo com suas transações, com seus clientes. Aquele tal novo consumidor que estava chegando de fininho entrou correndo na vida de todas as empresas.

Enfim, a alta demanda por profissionais de TI não chega a ser uma novidade. Mas, essa é uma carreira que não ficou ameaçada pela pandemia. Claro, a dificuldade de adaptação é grande para todos. Porém, há preciosas oportunidades no mundo de TI, que se potencializaram agora e vão se perpetuar com toda certeza. O mundo agora é digital. E não há volta.

 

Publicações